Todas as noites…

…ela arrumava-se meticulosamente. Delineava os olhos de preto, e pintava oa lábios de vinho. Cobria todos os poros abertos em seu rosto de menina de vinte anos. Mas o óleo de rosa mosqueta que passava nas cicatrizes deixadas pelas lâminas em seus pulsos não surtiam e
efeito imediato. E isso a fazia chorar, borrando toda maquiagem.

Anúncios
Todas as noites…